Orquestra Petrobrás Sinfônica

Para celebrar os 80 anos de Isaac Karabtchevsky, a Orquestra Petrobras Sinfônica cai na estrada para uma turnê nacional. A primeira parte do circuito de concertos começa em Porto Alegre, no dia 08/12, no Teatro Dante Barone. Em seguida, os músicos passarão por Vitória (09/12 - Teatro Carlos Gomes), Brasília (10/12 - Catedral Metropolitana de Nossa Senhora da Aparecida) e Goiânia (12/12 - Teatro Goiânia). No programa, estão as obras Fosca - Abertura (Carlos Gomes) e a Sinfonia nº 9 em mi menor - Novo Mundo (Antonín Dvorák).

A segunda parte da turnê será ainda mais grandiosa, quando a Opes se une à Orquestra Sinfônica Heliópolis em duas únicas apresentações em São Paulo (21/12 - Sala São Paulo) e Rio de Janeiro (22/12 - Theatro Municipal), que irão reunir mais de 200 músicos no palco. O evento terá participação do Coral Cultura Inglesa, Coral dos Canarinhos de Petrópolis, da soprano Lina Mendes e a mezzo-soprano Edinéia Oliveira. No programa, a Sinfonia nº 2 em dó menor (Ressurreição), de Gustav Mahler, um dos compositores favoritos de Karabtchevsky.

Eleito pelo jornal inglês The Guardian como um dos ícones vivos do país, Isaac Karabtchevsky é Diretor Artístico e Regente Titular da Opes há 10 anos. Atualmente o maestro também esta à frente da direção artística Orquestra Sinfônica Heliópolis e do Theatro Municipal do Rio de Janeiro. Karabtchevsky foi um dos criadores do Projeto Aquarius, o maior movimento de popularização da música clássica no Brasil.

Sobre a Orquestra Petrobras Sinfônica

Aos 42 anos, a Orquestra Petrobras Sinfônica se consolida como uma das mais conceituadas do país e ocupa um lugar de prestígio entre os maiores conjuntos musicais da América Latina. Criada pelo maestro Armando Prazeres, a orquestra conta com uma formação de mais 80 instrumentistas e tem como Diretor Artístico e Regente Titular o maestro Isaac Karabtchevsky, o mais respeitado regente brasileiro e um nome consagrado no panorama internacional. A orquestra realiza a maior parte de sua temporada no Rio de Janeiro com suas séries tradicionais que homenageiam grandes nomes da pintura brasileira: DjaniraPortinari e Mestre Athayde, com cyberconcertos gratuitos em igrejas. Em 2014, esta série ampliou seus horizontes e chegou às cidades Cantagalo, Petrópolis, Friburgo e Niterói. Neste ano também foi criada a série Cidade das Artes, que acontece na Barra da Tijuca.

Modelo de gestão: A Associação Orquestra Pró Música do Rio de Janeiro, entidade que administra a orquestra, possui uma proposta administrativa inovadora, sendo a única orquestra do país gerida por seus próprios músicos.  

Sustentabilidade: Desde 2009, a emissão de Gases de Efeito Estufa (GEE) gerada pelos espetáculos da Orquestra Petrobras Sinfônica é quantificada e neutralizada por meio do plantio e manutenção de árvores nas áreas rurais do Estado do Rio. 

Sobre a PETROBRAS: A Petrobras patrocina a Orquestra Petrobras Sinfônica há 27 anos. A principal frente de atuação do patrocínio cultural da companhia é o Petrobras Cultural. Criado há 11 anos, é o maior programa de patrocínio cultural já lançado no país. A Petrobras busca contribuir para o fortalecimento das oportunidades de criação, produção, difusão e fruição da cultura brasileira, para a ampliação do acesso dos cidadãos aos bens culturais e para a formação de novas plateias.

Outros apoios e patrocínios: A Petrobras Sinfônica conta ainda com os apoios culturais de: Avianca, UCI, Consulado da Argentina, Metrô Rio, WineBrands, Porto Bay Hotels, Aliansce Shopping Centers, Rádio MEC FM e JLT Brasil.




Fundição Progresso

Nosso endereço

Rua dos Arcos, 24, Centro, Rio de Janeiro - RJ
Tel: (21) 3212-0800