Maquinária Livre de Criação

Maquinária Livre de Criação

Maquinária Livre de Criação
postado em: 31/07/2018

Se você está preparando um número de circo, uma cena curta, uma performance solo, em dupla, ou em trio, VOCÊ PRECISA CONHECER ESSA MAQUINÁRIA! 

Adelly e Fabinho unem suas experiências de aéreo, acrobacia, teatro, dança, performance, malabares, palhaçaria e direção artística para iniciar essa engrenagem, E MOVIMENTAR AS MÁQUINAS.

Em quatro encontros de três horas de duração cada um, vamos trabalhar em grupo, para construir os seus trabalhos.
É importante que seu projeto já exista, ainda que só na sua cabeça em fase embrionária.

Vamos trabalhar escritura, projeção de ideias, auto escuta e escuta coletiva, dar a cara a tapa, experimentar, sair DAS ÁREAS JÁ CONHECIDAS , comprar a ideia do amiguinho, questionar a ideia do amiguinho, opinar de forma construtiva no trabalho do amiguinho, fazer deveres de casa, se divertir, se emocionar, e criar muito. Criar livremente.

A máquina foi criada para fazer surgir muitas ideias para a sua cena e, quem sabe, outras ideias para futuras cenas! 
VOCÊ PODE trazer seus objetos ou pode não trazer nada.
VOCÊ PODE remexer e revisitar um trabalho já existente.
VOCÊ PODE vir com uma ideia pronta e sair com uma cena completamente diferente.
Na verdade, você pode tudo!

Sobre o investimento e O QUE VOCÊ PODE.
(Atenção aos descontos antecipados que vamos dizer a seguir!!!)

Se você está se inscrevendo SOZINHO, o investimento a ser feito é de R$400,00. Caso você se inscreva com antecedência, o investimento é de R$350,00.
Se você está inscrevendo um DUO, o investimento é de R$350,00 para cada um. Com antecedência, passa a ser R$300,00.
E, finalmente, se você está inscrevendo um TRIO, o valor é R$300,00 para cada um. Com antecedência, R$270,00.

_ TIO, COMO PAGA ANTECIPADO?
O pagamento antecipado se faz por transação bancária e envio de comprovante para o email adellycostantini@gmail.com ou pelo wsapp 21 99755 9897 até o dia 6 de julho de 2018!
_ TIO, QUAL O BANCO E A CONTA?
Banco ITAÙ. Ag. 0541. CC 01783-6 Adelly Vinhaes Costantini. CPF 102481247-22
_ TIA, POSSO PAGAR EM DUAS VEZES? 
A gente prefere que não. Mas PODE.
_ MOÇO, SE MEU BANCO NÃO FOR ITAÚ, POSSO ENTREGAR EM MÃOS O DINHEIRO ANTECIPADO?
Pode. Estamos sempre pela Lapa, é só marcar um encontro tête à tête.
_ MOÇA, PODE PAGAR EM CARTÃO, CHEQUE, NOTAS DE DOIS?
Pode!
_ PODE FALTAR AULA?
Tu que sabe!
_ SE EU SÓ PUDER TRÊS AULAS, POSSO PAGAR COM DESCONTO?
Não, pela mesma justificativa da pergunta a seguir.
_ POSSO PAGAR ANTECIPADO E DEPOIS DESISTIR?
Olha, complicado. a oficina tem vagas limitadas e, fazendo isso, você estará tirando a vaga de um coleguinha e embaralhando o trabalho e o orçamento dos professores!
_ E, POR ÚLTIMO, TEM LANCHE?
Tem!

QUANDO COMEÇA E QUE DIAS SÃO?
Começamos na SEGUNDA TERÇA FEIRA DE JULHO, SERÃO QUATRO ENCONTROS!
DIAS: 10, 17, 24 E 31 DE JULHO.
HORÁRIO: DAS 19H ÀS 22H
ONDE? Pavilhão do Teatro de Anônimo na Fundição Progresso
Rua dos Arcos, s/n. Espaço 1.


CONCLUSÃO: VEM QUE COM A GENTE VOCÊ PODE MUITA COISA!
OUTRAS INFORMAÇÕES: 
TEL ADELLY: 21 99755 9897
TEL FABINHO: 21 97259 8405
EMAIL: adellycostantini@gmail.com

Adelly Costantini é formada pela Escola Nacional de Circo (2007)e pela Scuola di circo Vertigo (torino, Itália 2009). Participou de diversos espetáculos de circo tais como 'In Vitro” da cia francesa Archaos(2009) e 'Vertigem' de Cláudio Baltar(2016)
Concebeu, criou e atuou em 'Respiro” com Julio Nascimento (2012), 'Agora não veio nada na minha cabeça' dir. Fabio Freitas, 'Lua Gigante' dir. João Ferreira e 'Mão-translação da casa pela paisagem'dir. Renato Linhares. Foi diretora artística do núcleo de circo de três espetáculos da cia Teatro de Tábuas Campinas: Opereta de Amor (2012), Brasil Futebol Clube (2013) e Sonhos (2014).
Em 2015 foi coreógrafa dos aéreos no espetáculo Veracidade (dir. Cláudio Baltar).
Adelly dá aulas e oficinas focadas em criação em aparelhos aéreos desde 2010, tendo já lecionado na Escuela de Circ Rogelio Rivel (Barcelona, Esp.), Festival Circo em Escena (Córdoba, Arg), Convenção Brasileira de circo, INAC Portugal e em diversos estúdios no Rio de Janeiro, Buenos Aires e Toulouse.

Fábio Freitas 

É um dos integrantes do Teatro de Anônimo, grupo que fundamenta sua pesquisa artística no universo da comicidade, da cultura popular e do circo. Atua nesse coletivo como Palhaço, Brincante e Trapezista desde 2007. Sua formação teatral se iniciou no curso profissionalizante de ator da Casa das Artes Cênicas (CAC) - em 1992. No ano de 1995 direciona seu interesse artístico também para o universo do circo, ingressando no curso técnico da Escola Nacional de Circo – RJ. 

Depois das oficinas “A nobre arte do Palhaço” e “O Ator no picadeiro”, ambas ministradas pelo Teatro de Anônimo, cria em 1998 o grupo “Valdevinos de Oliveira – Pequeno Teatro Cômico” que fundamentava sua pesquisa na comicidade popular, principalmente no arquétipo do palhaço. Como resultado dessa investigação estréia, em 2002, o espetáculo infanto-juvenil “Os Cenouras”, dirigido por Márcio Libar. Sua busca pelo aprimoramento técnico da palhaçaria vai ao encontro de importantes nomes da arte do riso como: Grupo Lume (Campinas - SP), Sérgio Machado (RJ), Marcio Libar (RJ), Família Colombaioni (Itália), Sue Morrison (Canadá) e Avner Eisenberg (EUA). Atualmente está em cena nos espetáculos “Roda Saia Gira a Vida”, “Intermezzo”, “In Conserto”, “Noites de Parangolé”, “Melhor dos Mundos” e “Inaptos? A que se destinam”. Todos parte do repertório do Grupo Anônimo.

Como acrobata aéreo é visto em cena no duo de trapézio “Dentro da noite”. Número construído com Regina Oliveira, sob a direção de Raquel Karro, contemplado com o Prêmio Carequinha de 2008, 
E ainda no espetáculo Mão - Translação da casa pela paisagem. Direção de Renato Linhares. 

Na direção atuou nos resultados: "Agora não me veio nada na cabeça" Espetáculo de rua de Gui Stutz e Adelly Costantini. 
"Rodas" número de equilíbrio e humor do Coletivo Nopok.
"O Banquete" solo de Thiago Enoque e "AlfonsinA" solo de Celeste Zalloechevarría. (Ambos espetáculos integrantes do projeto Coletivo de Criadores Circenses - RJ - 2016)

No espaço de formação e fruição artística desenvolve trabalhos destinados para iniciantes e iniciados na linguagem do palhaço, como sua oficina: "Comunicação, cena e comicidade. experimentos na arte do riso." E ainda ministra aulas de palhaçaria e procedimentos técnicos de comicidade na oficina Mergulho no Circo, Projeto Usina, da Escola SESC de Ensino Médio - ESEM.

Outras Notícias

Busca de notícias por ano: Próximo ano
Fundição Progresso

Nosso endereço

Rua dos Arcos, 24, Centro, Rio de Janeiro - RJ
Tel: (21) 3212-0800